Buscar

Prêmio Cases Inovadores é entregue a 11 municípios paulistas

Atualizado: Ago 17

Governador João Doria e o secretário Marco Vinholi entregaram os prêmios às prefeituras reconhecidas por projetos nas áreas de Educação, Saúde, Segurança, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico.



Onze municípios paulistas receberam na manhã desta sexta-feira, 13/8, o troféu Cases Inovadores das mãos do governador João Dória e do secretário Marco Vinholi. A cerimônia contou ainda com a participação do secretário de saúde, Jean Gorinchteyn. A premiação faz parte do Programa Parcerias Municipais, da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), e tem o objetivo de oferecer o reconhecimento do governo de São Paulo às ações transformadoras implantadas pelos municípios em áreas prioritárias como Educação, Saúde, Segurança, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico.


O prêmio é constituído por oito categorias ligadas aos desafios do programa, além da Multidesafios que agraciou os municípios que apresentaram iniciativas que atendem a mais de um desafio, propondo ações intersetoriais. Cada vencedor, além do troféu, recebe como prêmio um convênio com a SDR no valor de até R$ 350 mil para ser aplicado em programas que promovam benefícios à população. São os vencedores: Santa Bárbara D’Oeste, Emilianópolis, Jaguariúna, Franco da Rocha, Ribeirão Preto, Tarumã, Limeira, Americana, Ilha Comprida - Jundiaí - Suzano. Aos demais finalistas foram entregues certificados pela classificação.


“Os casos inovadores que nós colocamos aqui fazem parte de um programa do Governo do Estado de SP dedicado exatamente à qualidade e à eficiência da gestão pública, especialmente a gestão municipal. São os casos de sucesso, de êxito, que se tornam referência para outras prefeituras”, destacou o Governador.


“O compartilhamento das práticas e tecnologias é o grande legado para todos os municípios de São Paulo, além de pactuar resultados e premiar as melhores práticas, estabelecendo a meritocracia para o recebimento de recursos”, destaca o Secretário Marco Vinholi.


Em sua segunda edição, o Parcerias Municipais conta com 621 municípios trabalhando em conjunto com o Governo do Estado para oferecer melhor qualidade de vida ao cidadão paulista. Um total de 224 municípios cadastraram 723 práticas que concorreram à premiação. Depois da análise da equipe técnica do programa, 32 municípios ficaram entre os finalistas com 53 práticas cadastradas.


“O prêmio ‘cases inovadores’ é o reconhecimento que o Governo do Estado oferece aos municípios que se esforçaram em desenvolver soluções criativas e eficientes para o enfrentamento dos desafios do Programa Parcerias Municipais. Ficamos felizes em ver o desenvolvimento das cidades por meio de políticas públicas”, frisou o Coordenador do Programa Parcerias Municipais, Renan Bastianon.


Confira os municípios e iniciativas premiadas na categoria “Cases Inovadores”:

Ampliação do acesso a creche

Santa Bárbara d’Oeste – “Diagnóstico territorial para organização da demanda por creches”. A ação consiste em diagnósticos focalizados, antecipação e uso de evidências: modelo de gestão diferenciado, que permitiu zerar a fila por vagas e otimizar a oferta.


Universalização do acesso à pré-escola

Emilianópolis“Busca Ativa”, parceria entre Educação e Saúde para mapeamento e busca ativa de crianças em idade escolar não matriculadas na rede municipal. A prática cobra todas as residências do município e realiza uma triagem com os pais das crianças, abordando interesse de vaga, necessidades, conhecimento sobre direitos da criança.

Alavancar a qualidade do Ensino Fundamental I

Jaguariúna“Boas práticas entre os pares docentes”. O aprendizado com pares é reconhecido como uma das formas mais eficazes de melhorar o desempenho dos docentes em sala de aula, fator que é estimulado pela prática do município.


Reduzir as taxas de Mortalidade Infantil e Materna

Franco da Rocha“Implantação do Caderno de Atenção à Saúde Reprodutiva, Pré-Natal, Parto e Puerpério”. Organização dos fluxos de cuidado à gestante e ao recém-nascido por meio de redesenho de processos e capacitação da rede de atendimento, em formato acessível e replicável a municípios de pequeno e médio porte.


Reduzir os óbitos prematuros por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs)

Ribeirão Preto“Programa de Aprimoramento Multiprofissional em Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus (PAMHADM)”. Atração e qualificação de profissionais multidisciplinares para cuidado integrado ao paciente crônico por meio de programa completar de formação remunerado.


Fortalecimento das redes de combate à violência sexual

Tarumã“Tarumã Mais Segura” – Conjunto de ações de inteligência com uso intensivo de tecnologia na área de segurança para prevenção e repressão da criminalidade, aliado a trabalho integrado aos órgãos estaduais.


Promoção a ambientes menos suscetíveis a roubos

Limeira“Rede Elza Tank de atendimento integrado às mulheres em situação de violência” – Prática que sistematiza um fluxo de atendimento às vítimas integrado e eficiente, aperfeiçoado a comunicação Intersetorial, bem como estimulando a agilidade e a humanização do atendimento à mulher que se encontra em grande vulnerabilidade, a fim de evitar sua revitimização.


Mitigar os impactos da pandemia na pobreza e na geração de emprego e renda

Americana“Comitê de retomada econômica” – O comitê busca estabelecer parcerias entre o poder público e o poder privado para auxiliar na recuperação financeira da cidade. Inicialmente foram elencadas 25 demandas para médio e longo prazo.


Multidesafios

Jundiaí“Projeto Arte e Movimento (AME) adaptado para a pandemia”. Espaço de aulas e de atendimentos a servidores da educação, ministradas por professores em situação de afastamento. Tem por objetivo estimular ações de apoio à saúde e ao bem-estar dos profissionais da educação municipal por meio de atividades artísticas, culturais, esportivas, de autocuidado, autoconhecimento e da valorização de si, permitindo a muitos terem acesso a atividades cujos valores não poderiam arcar. Atua como forma de atração, valorização e retenção de profissionais.

Suzano“Prevenção à Violência Escolar”. O projeto tem como principal objetivo prevenir a violência escolar através da integração da rede de ensino com as redes de assistência social e saúde, promovendo os direitos das crianças e adolescentes. Estabelece fluxos no qual professores identificam alunos em possível situação de violência e/ou vulnerabilidade e notificam diretores e equipe gestora do projeto, que avalia urgência e referência agentes comunitários, da saúde e assistência social. Abrange 33 unidades Escolares de Ensino Fundamental da Rede Municipal matriculados nos anos iniciais, totalizando 11.401 estudantes.

Ilha Comprida“Programa Ilha Jovem”. Programa totalmente voltado ao atendimento deste segmento da população, com oferta de atenção e cuidado integral aos jovens e adolescentes, aproximando-os dos serviços de saúde e fortalecendo as comunidades escolares.


Município finalistas que receberam um certificado em reconhecimento ao esforço em criar e implantar a iniciativa cadastrada: Colina, Itanhaém, Guarulhos, Jacareí, Jaguariúna, Santos, Paraíso, Pedregulho, Indaiatuba e Rio Claro.


Para conferir mais fotos da cerimonia, clique aqui.

Para assistir à premiação, clique aqui.