Buscar

Semana encerra com oficina sobre educação


Alavancar a qualidade do Ensino Fundamental I foi o desafio tratado na oficina realizada nesta sexta-feira, 19/2, com o objetivo de revisar o portfólio de ações a ser sugerido aos municípios participantes do programa em 2021, levando em conta as dificuldades enfrentadas por conta da pandemia da Covid-19.


A defasagem escolar e a preparação dos profissionais de educação para o retorno às aulas foram os pontos principais discutidos nessa reunião que contou com a participação do consultor educacional Raph Gomes Alvez, que faz parte da elaboração do Programa Aprender Sempre, do Governo do Estado de São Paulo.


Fizeram parte da discussão o coordenador do programa Renan Bastianon, a equipe da Fipe formada pela gerente de projetos Rosane Ribeiro e por Marcelo Trevisan, Isabela Nogueira e Thiago Gallian, o assessor da SDR, Fernando Montoro, e o assessor da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Patrick Tranjan.

O objetivo desses encontros é revisar as iniciativas a serem apresentadas aos municípios para enfrentamento dos desafios do programa em 2021 para elaboração de seus planos de ação que deve iniciar a partir de 8 de março. Além dos sete desafios propostos em 2020, o Programa incluiu, para este ano, um novo desafio que trata especificamente da Covid-19: “Mitigar os impactos da pandemia: na pobreza e na geração de emprego e renda”.

Oficinas realizadas

8/2 - “Promover ambientes menos suscetíveis a roubos”, com a participação dos especialistas da área de segurança, o Capitão da Polícia Militar Diógenes Bandoli, e a antropóloga e pesquisadora da área de segurança pública, Beatriz Graeff.

9/2 - “Fortalecer as redes de combate à violência sexual”, com a participação do Capitão da Polícia Militar Diógenes Bandoli, da Secretaria de Segurança Pública, e a antropóloga e pesquisadora da área de segurança pública, Beatriz Graeff.

10/2 - “Reduzir as taxas de mortalidade infantil e materna”, com a participação da equipe técnica da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, Roberta Ricardes Pires, Adriana Dias e Marisa Ferreira S. Lima.

- “Prevenção e combate a doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs)”, com a participação da professora Claudia Marques Canabrava, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, Eduardo Barbosa Coelho, da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, Arnaldo Sala, médico na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, onde coordena a Atenção Básica, e Marília Sobral Albiero, coordenadora da ACT Promoção à Saúde.

18/2 – “Ampliar o acesso à creche” e “Universalizar o acesso à pré-escola”, com a participação de Patrick Tranjan, assessor da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e Luciana Campos, da Nova Escola, especializada na produção de material para formação de professores.


Próximas oficinas

23/2 - Oficina sobre o desafio “Mitigar os impactos da pandemia: na pobreza e na geração de emprego e renda”

24/2 – Última oficina da série com o tópico Combate à pobreza.